07 agosto 2010

20100807 Frio e Falta de Motivação



Sem dúvidas todo maluco que corre, já passou por momentos em que a motivação diminui e dá vontade de parar com tudo. Dá vontade de mudar de ramo, de estilo de vida. A gente pensa em deixar de ser um "insistente projeto de atleta que pensa que corre" e, por exemplo, virar crítico de cinema, analista de sistema, gandula, caminhoneiro, voluntário de provas de rua, fiscal do Sarney!! Aos paulistas que correm as provas da Corpore, saibam que já tive até vontade de substituir aquela moça que toca pandeiro em todas as corridas, cantando: "- Bom Dia, Boa Prova, Bom Dia, Boa Prova.." Sei lá!!! A gente pensa em fazer qualquer outra coisa que não seja correr... A gente quer parar de pensar em corrida... Já aconteceu isso com você antes?

Bom.. Nessas horas, a motivação cai mesmo. A preguiça chega e toma conta do pedaço... A gente procura e encontra todo o tipo de desculpa esfrrapada, como: falta de amigos, dor de dente, frio na careca, preguiça, cabeça cheia, problemas do dia de ontem, eventos do dia de hoje, e desculpas de amanhã que ainda estão para acontecer... A gente se engana mesmo...

Correr é um esporte muito doido... Imagina quem corre e pedala.... Pior.... Acho que correr é uma coisa bem individual onde se busca a superação dos limites próprios, mesmo que eles sejam péssimos como os meus... Em alguns momentos é mesmo difícil manter o foco nos treinos e seguir em busca dos seus objetivos.

Lendo o site PodCorrer, me inspirei nesse texto e repasso as indicações por eles citadas:

Determine metas específicas, com objetivos mensuráveis.
Corra para um determinado tempo, distância, ou para perder peso.
Estabeleça metas reais que você pode alcançar.
Após atingi-las, aumente o grau de dificuldade.
Tenha novas metas e novos objetivos.
Participe de uma corrida em uma distância nova.
Supere obstáculos e limites, sejam eles de fadiga muscular, dor, cansaço e outros.
Foque o curto prazo. Corra determinada distância em uma semana.
No médio prazo você melhorará a capacidade aeróbica (cerca de três meses)
No longo prazo, desenvolverá persistência para superar situações difíceis.
Planeje e anote suas metas e a as ações.
Verifique os resultados de seu trabalho a cada mês.
Peça o apoio de familiares ou amigos para realização de suas metas.
Ex.: convide amigos ou o parceiro(a) para correr no fim de semana.
Varie o ambiente e a rotina de treino para evitar a monotonia e a desmotivação.
Pratique também outros esportes para quebrar a rotina dos treinos.
Utilize intervalos de descanso para recuperar a energia e motivar-se.
Avalie constantemente sua saúde, desempenho e forma físcia.
Crie estados emocionais positivos durante a corrida.
O mais importante na vida e no esporte é que você se sinta realizado.
Tenha hábitos saudáveis para a promoção da saúde

Video Motivacional para Corrrer

PodCorrer - Link de Inspiração e dados

6 comentários:

  1. Em 30 anos de corrida já passei por todos os estados de espirito!
    Agora já não dá para pensar mesmo em evoluir. O tempo em que era algo parecido com um atleta já se foi!
    Mas como gosto mesmo muito de correr cá vou continuando
    Um abração.

    ResponderExcluir
  2. Acho q pra todo mundo q corre a desmotivação alguma hora chega. Pra uns mais cedo, outros mais tarde. Fiquei praticamente 1 ano e meio paradão e não foi por lesão. Pura preguiça e desmotivação. Mas agora tô voltando e o que ajudou a me reanimar a correr foram as minhas medalhas antigas.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  3. Manequinha voce é um grande exemplo de superação. Digo grande por ver a foto a esquerda acima. Agora em forma esbanja saude e preparo fisico. Grande incentivador do esporte muito me alegra ter voce como amigo do blog e sempre presente. Um grande abraço e continue tendo sempre grandes ideias.
    eduardo

    ResponderExcluir
  4. Falta de motivação? Desculpas atrás de desculpas? à medida que ia lendo, parecia que estava a escrever sobre mim agora mesmo.

    Há que se motivar. Porque a recompensa está lá. Mais concretamente aqui, em nós. É preciso é vencer essas 100000000000 de desculpaas.

    Um abraço de Portugal

    Maria Sem Frio Nem Casa

    ResponderExcluir
  5. Mandou bem fantástico. Parabéns

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o texto.
    Acredito eu que todo mundo que corre já sentiu vontade de abandonar tudo e parar de vez.
    Eu até já "abandonei" os meus tênis embaixo da cama, mas foi por apenas umas três semanas ( há uns 2 anos atrás) mas depois de ler alguns textos, a motivação voltou. Aliás, ele sempre volta.
    Abraço.


    tutta
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Pesquisar neste blog

Carregando...

Tudo que eu já Postei neste Blog: